anafilaxia-por-dr-salim-hospital-sirio-libanes-facebook

Anafilaxia

Saiba mais a respeito da anafilaxia entendendo o que ela é, o que provoca essa reação bem como o que fazer caso ela se manifeste em você.

O que é anafilaxia?

É uma reação alérgica grave sistêmica, ou seja, que pode envolver vários órgãos do corpo humano simultaneamente, e que muitas vezes provoca problemas respiratórios, perda de consciência e até mesmo a morte. A anafilaxia, ou reação anafilática, é uma emergência médica que requer tratamento imediato.

O que provoca uma reação anafilática?

As principais causas de reações anafiláticas são:

  • alimentos: principalmente frutos do mar e nozes;
  • látex: borracha;
  • medicamentos: principalmente penicilina;
  • veneno de insetos: Através de picadas de vespas, abelhas, formiga.

Essas reações são mediadas pela IgE.

No entanto, algumas substâncias como medicamentos do tipo anti-inflamatório e contrastes utilizados para exames radiológicos, podem causar sintomas semelhantes aos das reações anafiláticas. Nestes casos, as reações não são provocadas pela grande produção de IgE, e são denominadas reações anafilactoides.

Choque anafilático é a mesma coisa que anafilaxia?

A anafilaxia pode se manifestar de muitas formas, variando desde um quadro de urticária, coceira e vermelhidão na pele, até chiado no peito, cansaço, tosse, espirros, náuseas, dores de estômago e vômitos. O choque anafilático é uma das manifestações de anafilaxia e se caracteriza por palidez, pulso fraco, tontura, escurecimento da visão e pressão baixa.

No entanto, é sempre importante lembrar que outros problemas médicos podem simular uma reação anafilática. Os principais são: ataques cardíacos, convulsões e crises de ansiedade.

Tive uma reação alérgica por picada de abelha. Que cuidados devo tomar?

Em primeiro lugar, é importante tomar cuidado para que você não seja picado novamente. Para isso, mantenha-se a locais que são potencialmente território de abelhas, como campos e matas.

Além disso, evite o uso de perfumes adocicados e roupas com cores fortes quando estiver em locais abertos. Refrigerantes, sucos e alimentos doces em geral devem ser evitados nesses locais.

Dependendo do tipo de reação apresentado, ande sempre com alguma medicação do tipo anti-histamínico ou “caneta de adrenalina” (Epi-pen), conforme orientação do seu médico. A necessidade ou não de imunoterapia (que nesse caso vai prevenir a ocorrência de novas reações graves) também vai depender da avaliação realizada por seu médico.

O que fazer no caso de uma reação anafilática?

Caso você ou qualquer pessoa apresente uma reação anafilática, solicite auxílio médico imediatamente em um hospital ou unidade de emergência. No hospital, o paciente geralmente é tratado com adrenalina, que melhora os sintomas respiratórios e a circulação, bem como com anti-histamínicos e corticoides.

Quanto antes a reação anafilática for tratada, menor a chance de complicações. Após o tratamento de emergência, procure sempre um médico, que poderá orientá-lo quanto à melhor forma de confirmar o diagnóstico e prevenir uma nova reação.

Qual médico eu devo procurar para fazer um tratamento?

Existe uma especialidade médica específica para fazer o acompanhamento e tratamento de pessoas alérgicas, sendo ele o alergista-imunologista. Mas muitas pessoas não sabem disso e acabam deixando de se tratar, o que aumenta muito as chances de novas crises e complicações.

Se você não conhecer um profissional dessa especialidade, pode passar por uma consulta com um clínico geral de sua confiança. Ele também é capacitado para lhe orientar e ainda indicar um especialista que tenha experiência com casos como o seu.

O importante é não deixar de fazer esse acompanhamento, já que as reações provocadas pela anafilaxia podem ser bastante graves. Sendo assim, se uma reação alérgica se manifestar busca imediatamente o atendimento de urgência e não deixe de passar pela consulta com o especialista depois disso.

Mas não se esqueça de que as alergias costumam ser um quadro crônico, sendo assim, para que o tratamento seja eficaz é fundamental seguir as recomendações do seu médico a fim de garantir a sua segurança e saúde.

 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *