Ver todos os posts de Dr Salim

No programa Como será? de Sandra Annenber - Dr. Salim Médico de Família

Dr. Salim no Programa Como será?

Hoje Dr. Salim Médico de Família foi recebido por Sandra Annenberg no estúdio do Como será? para falar sobre a chegada da estação mais quente do ano, e que chegam juntos também algumas doenças típicas dessa época.

Uma das maiores preocupações para o verão de 2015-2016 é a proliferação das doenças transmitidas pelo Aedes aegypti: chikungunya, dengue e zika vírus. O clínico geral aproveitou para explicar o que elas têm em comum:

— As três são causadas por um tipo de vírus chamado arbor vírus e têm semelhantes sintomas como mal-estar, dor no corpo, febre, manchas pelo corpo, náusea, vômito e dor muscular intensa.

Salim Helito também explicou suas pequenas diferenças:

— Essa sintomatologia que descrevi é típica da dengue. A chikungunya tem mais dor articular (nas juntas) e febre mais prolongada. A dengue dura de três a cinco dias, quando não têm complicações. Já a dor na chikungunya pode ser de 20 a 25 dias, às vezes. E o zika vírus pode ter mal-estar, febre, dor no corpo, mas ela tem um pequeno problema, o que assusta: às vezes ela é assintomática. A pessoa tem a doença, mas a sintomatologia é tão pequena que ela nem percebe que teve. Pode não sentir nada ou confundir com uma gripe. É isso que assusta as grávidas de adquirir a doença sem saber.

Durante o verão é importante ter atenção redobrada com as doenças infectocontagiosas como diarreia, samonelose, rota vírus e conjuntivite. Há também as doenças possíveis de serem prevenidas por vacinas, como a hepatite A.

A sinusite é outro problema que pode piorar quando o Sol está muito forte. Se a pessoa está com sinusite e toma muito Sol, a secreção do seio da face aumenta, entupindo o nariz, podendo causar mal-estar e dor de cabeça. Nesse caso, é importante lavar o nariz com soro fisiológico.

Outras dicas que Salim Helito deu foram sobre exercício físico ao ar livre. Apesar de ser sempre muito importante e saudável, é importante fazer o exercício antes das 10 horas e depois das 15 horas. O esforço no Sol escaldante das 10h às 15h é bastante perigoso, já que é possível perder 1 litro de líquido, o que vai causar a desidratação. A dica, aqui, é beber água de coco, por ter água, sódio, glicose e potássio.

Acompanhe a entrevista no link:

http://redeglobo.globo.com/como-sera/noticia/2015/12/o-tema-e-saude-no-verao.html

Saiba Mais

Série Distúrbios Ansiosos: Estresse pós-traumático

O estresse pós-traumático acontece quando o indivíduo sofre um assalto, acidente automobilístico, alguma situação de exceção, escapa de um incêndio ou de algo que traz risco de morte, ou seja, situações de natureza grave que trazem um grande susto e medo. Isso dura algumas semanas.

O problema costuma durar algumas semanas. Porém, em algumas pessoas, essas sensações não passam e elas começam a viver intensamente o medo, o pânico, o estresse e a ansiedade daquele fato. Os indivíduos acreditam que qualquer situação poderá trazer de volta o fato que causou um trauma. A doença merece tratamento e avaliação psiquiátrica, para que o paciente possa voltar a viver uma vida normal.

Saiba Mais

Série Distúrbios Ansiosos: Fobia Social

A fobia social está presente naquelas pessoas que, quando se tornam o centro das atenções de algum evento ou situação, ficam extremamente ansiosas, taquicárdicas, começam a gaguejar, sonolentas, pálidas e envergonhadas.

São pessoas que, às vezes, por questões profissionais, precisam aparecer em público e, por isso, necessitam tratamento especial, inclusive medicamentoso, para que possa suportar o estresse, a tensão e a ansiedade.

A doença pode ser definida, portanto, como um distúrbio altamente ansioso que acontece quando o ser humano é o centro das atenções diante de outras pessoas.

Saiba Mais