Ver todos os posts de Dr Salim

Série Varizes: Sintomas e complicações

Na maioria das vezes, as varizes não têm sintomas. As pessoas descobrem o problema quando olham no espelho ou alguém avisa sobre as veias dilatadas e os riscos mais aparentes nas pernas. Porém, quando as varizes começam a ficar mais intensas, o paciente começa a ter uma sensação de peso nas pernas, principalmente no final do dia. Além disso, os pés e as canelas ficam inchados, nem sempre de maneira uniforme.

No decorrer do tempo, as complicações podem surgir, ocasionando, por exemplo, a úlcera varicosa, que é uma formação de feridas na canela, relacionada à estagnação do sangue nos membros inferiores.

Outro problema associado às varizes é o sangramento. A pessoa pode bater a perna, machucar as varizes e ter varicorragia. Uma orientação é, antes de ir  ao hospital, o paciente colocar as pernas para cima, pôr uma gaze sobre o local que está sangrando e fazer um enfaixamento mais compressivo. No caminho, se possível, manter a perna elevada.

As pessoas com varizes também podem ter a erisipela, com a penetração de uma bactéria, causando a formação de celulite dos membros inferiores. Esse problema causa sintomas como: febre, mal-estar, enjoo, vômito e vermelhão na perna com varizes. Rapidamente, o paciente deve ir ao médico para que possa tratar de maneira adequada.

Além disso, quem tem varizes precisa ter cuidado com as unhas, por causa da micose, e com frieiras, porque aumenta o risco de infecção por entrada de bactéria. É importante ressaltar também que todo mundo com esse problema precisa ter um médico próprio para conversar, tratar e evitar complicações.

Saiba Mais

Série Varizes: Uso de salto alto e subir escadas

Usar salto alto e subir escadas não causam varizes. Na verdade, subir escada até melhora a circulação venosa e o uso do salto alto pode trazer problemas ortopédicos, de coluna e postura, mas não proporciona as varizes.

As varizes primárias, as mais comuns, têm origem genética e as principais atitudes que podem aumentá-las são: obesidade, sedentarismo, cigarro e uso de anticoncepcional (a associação aumenta o risco de trombose).

Saiba Mais

Série Varizes: Causas

As varizes primárias têm uma tendência genética e são mais comuns em mulheres. Elas podem, no decorrer do tempo, aumentar e passar a ser mais visíveis. Obesidade, gravidez, alguns tipos de profissão em que o paciente fica muito tempo com a perna para baixo propiciam o aumento e precipitação de varizes dos membros inferiores, que costumam atingir as duas pernas.

Já, as varizes secundárias são dilatações e tortuosidades de veias dos membros inferiores, mesmo que o indivíduo não tenha fator genético. Esse problema pode ser causado por traumatismo, trombose venosa profunda, hipercoagulabilidade, problemas ortopédicos e oncológicos, cirurgias, cicatrizações. Isso pode ser levar a uma dificuldade no movimento do sangue no retorno pelas veias e levar a esses tipos de varizes, que costumam aparecer em apenas um membro inferior.

 

Saiba Mais