Postagem - Cafeína em excesso pode matar? - Dr Salim Médico de Família

Cafeína, a ingestão em excesso pode matar?

Calma, não mata … mas causa vários problemas. O que acontece é que em excesso, a cafeína presente em inúmeros produtos, pode provocar ansiedade, insônia, nervosismo.

Isso sem falar no desconforto gástrico para quem já tem predisposição ou sofre com gastrite, úlcera, náusea e refluxo.

A cafeína é hoje a substância psicoativa mais consumida no mundo. Pesquisas demonstram que a ingestão de cafeína no planeta supera as 150 mil toneladas por ano.

Dose ideal de cafeína

Mas como quantificar a ingestão de cafeína na minha dieta, no meu dia a dia?

Eu explico: uma xícara de café coado ou expresso de 185 ml tem entre 100 e 150 mg da substância.

Consumir mais do que 4 xícaras de café por dia, ou seja, 400 mg de cafeína já começa a trazer problemas aos amantes da bebida.

 Como disse anteriormente, a ingestão de cafeína ocorre de forma camuflada em muitas outras bebidas e alimentos.

Uma latinha de refrigerante do tipo “cola” tem em média 35 mg de cafeína. No guaraná, a ingestão é mínima.

Os chás mate, verde e preto contêm de 15 a 60 miligramas da substância. Neste caso específico, é comum no exterior encontrar chás livre de cafeína “caffeine free”.

Os energéticos, que sustentam os jovens nas baladas, possuem até 80 mg por unidade de 250 mililitros.

Os chocolates apresentam níveis baixíssimos deste composto natural.

Cafeína do bem

A cafeína é uma droga estimulante do Sistema Nervoso Central, da função cardíaca, do fluxo sanguíneo. Ela acelera a liberação de adrenalina.

A ingestão de cafeína em pequenas quantidades, tradicionalmente feita por via oral, aumenta a circulação por provocar a dilatação dos vasos sanguíneos. Bem dosada, é benéfica ao cérebro nas atividades cognitivas e estado de humor. Deixa a pessoa mais atenta, reduz a sonolência, a apatia, aumentando a concentração.

 

Sinal vermelho

Pode, em dose excessiva, produzir excitação, insônia, dores de cabeça, pânico, problemas digestivos e nervosismo e aumento da pressão arterial.

Quem toma mais de 12 xícaras de café ao dia, cerca de 1 grama de cafeína, corre o risco de sofrer uma taquicardia ou arritmia cardíaca, além de agitação psicomotora.

Vale destacar que todas as medidas de cafeína nas bebidas variam de acordo com o fabricante o a procedência do produto.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>