BLOG

Circulação do sangue

O sistema circulatório é constituído pelo coração e pelos vasos (artérias e veias), que transportam o sangue para todas as partes do organismo.

Qual a finalidade da circulação?

A circulação tem, por finalidade, fornecer oxigênio, glicose (açúcar), vitaminas, hormônios e calor para as células do corpo, e remover delas as substâncias resultantes de seu metabolismo, ou seja, o gás carbônico e a água.

Como se faz a circulação do sangue no organismo?

O coração é o órgão central da circulação. Ele impulsiona o sangue oxigenado (que recebe oxigênio nos pulmões) para as artérias, que o transportam para todo o corpo com a finalidade de fornecer oxigênio para os tecidos, dos tecidos, o sangue, com pouco oxigênio, volta para o coração pelas veias, para ir novamente aos pulmões e receber oxigênio, sendo novamente bombeado pelo coração pelas artérias.

O que são artérias, veias e linfáticos e para que servem?

Veias são vasos que levam sangue vermelho-escuro (chamado sangue venoso) que tem pouco oxigênio, em direção ao coração. Elas começam nos tecidos como veias pequenas e à medida que se aproximam do coração, vão se tornando maiores (a cava é a maior das veias do organismo).

Artérias são que levam sangue vermelho-rutilante (chamado sangue arterial), rico em oxigênio, em direção aos tecidos. Nas artérias, a pressão do sangue é muito maior do que nas veias e, como as veias, as artérias vão diminuindo de tamanho à medida que se afastam do coração (a aorta é a maior artéria do organismo).

Linfáticos são vasos finos, que transportam um liquido claro, chamado linfa, que nas pernas, auxiliam as veias a remover líquidos dos tecidos, impedindo que eles se acumulem e provoquem inchaço. Os vasos linfáticos drenam a linfa nas veias.

O que são capilares?

Os capilares são vasos muito finos que se situam no final da circulação arterial e no início da circulação venosa. Através deles é que existem trocas de substâncias como o oxigênio, a água e a glicose entre o sangue e os tecidos do corpo.

Isquemia

Isquemia significa falta de circulação, podendo ocorrer em qualquer parte do organismo. Assim, podemos ter isquemia do pé, isquemia cerebral, isquemia intestinal, etc. A isquemia pode ser de intensidade variável, quando muito intensa, pode resultar em gangrena.

Gangrena

Gangrena ou necrose significa morte do tecido. Na maioria das vezes, é algo decorrente de falta de circulação. O termo gangrena é utilizado mais frequentemente para se referir às pernas, onde temos gangrena de dedo, de pé ou de perna. O termo gangrena ou necrose intestinal tem sido utilizado para designar morte do tecido intestinal.

Aneurisma

Aneurisma constitui dilatação de uma artéria (aneurisma arterial), de uma veia (aneurisma venoso) ou de uma parte do coração (aneurisma de ventrículo) como consequência do enfraquecimento de suas paredes.

Infarto

Infarto ou enfarte também significa morte tecidual. É utilizado habitualmente para se referir ao coração, ao cérebro, aos rins e intestinos. Assim temos: infarto do miocárdio (miocárdio é um musculo do coração), infarto cerebral, infarto renal e intestinal.

Trombose

Trombose é a coagulação do sangue do interior dos vasos, quando ela ocorre nas veias, é chamada de trombose venosa.

Embolia

Falamos em embolia quando um fragmento do trombo (coágulo formado dentro do vaso), que chamamos de êmbolo, se desprende e é levado pelo sangue para outra parte do corpo, onde vai obstruir um vaso. A embolia pode ocorrer na artéria, quando é chamada embolia arterial ou nas veias, conhecida como embolia venosa. Nessa última, o êmbolo se aloja nos vasos dos pulmões, constituindo a conhecida embolia pulmonar.

Edema

Edema é um termo médico que significa inchaço. Assim falamos em edema de pernas, edema cerebral (inchaço do cérebro), edema pulmonar (inchaço dos pulmões).

Hemangioma e linfangioma

Hemangioma é uma deformidade vascular congênita formada por vasos anômalos, que pode adquirir extensões e aspectos variados, desde simples manchas avermelhadas ou vinhosas na pele, até verdadeiros tumores vasculares. Quando essas deformidades são constituídas por vasos linfáticos, temos os linfangiomas.

dr salim assinaturafaixa assinatura Dr SalimDr. Salim

CRM-SP 43163

É conhecido também como médico da família. Formado em 1981, na Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo, concluindo residência dois anos depois, em 1983. Desde então, atua como clínico geral no Hospital Sírio Libanês, além de atender também em sua clínica privada.

faixa assinatura Dr Salim

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

OU MANDE UMA MENSAGEM