Inflamação na Árvore Respiratória

Olha só heim, ao mesmo tempo rinite, sinusite, faringite, laringite, traqueite e bronquite resumindo, são reações inflamatórias na nossa árvore respiratória.

Árvore respiratória - Dr Salim Médico de FamíliaO ar entre pela cavidade nasal ou pela boca, vai lá para trás, nosso nariz, passa pela faringe, pela laringe, pela traqueia e pelos brônquios e aí se faz a respiração.

Nessa época do ano, que é final de outono, que é uma época pesada, é uma época de muito ar seco, a poluição, inversão térmica e tudo isso, dá muita reação inflamatória nessa região. Então época da rinite, que o nariz fica entupido, e fica cheio e começa a espirrar sem parar.

Sinusite quando entope os seios da face e fica cheio de catarro, fica aquela voz fanhosa, com dor de cabeça às vezes com febre ou não.

Faringite que é lá traz o nariz que inflama, que irrita e que causa tosse.

Laringite que também causa irritação, tosse, a voz fica mais fanhosa, às vezes a pessoa fica afônica.

Traqueite que dá aquela tosse que parece dose de cachorro, aquela tosse barulhenta, horrível e

bronquite que é a tosse dos brônquios que produz catarro e que dá uma tosse intensa que irrita os brônquios e irrita o pulmão.

Árvore respiratória - Dr Salim Médico de FamíliaQuando tem a tal bronquite, que é a inflamação dos brônquios, também temos o quê? O chiado no peito, é como se você tivesse engolido um gato, alguns gatinhos e ele começa a chiar.

Aí também estou falando de uma coisa, em algumas pessoas, chamada asma, que é a bronquite asmática.

Essa época do ano é muito comum de acontecer isso.

Então é uma época que as pessoas têm que se cuidar nisso, tem que se medicar de maneira adequada, conversar com o seu médico.

Quem tomou a vacina contra a gripe vai ajudar, porque a gripe uma das causas de tudo isso que acontece na nossa árvore respiratória.

Quem tiver o quadro e começar a ter febre prolongada, começar a ter um catarro mais amarelado, mais esverdeado, tem que conversar com o seu médico porque aí sim pode ter alguma complicação que é a sinusite bacteriana ou amigdalite, que é uma infecção na garganta das amígdalas, ou uma laringite bacteriana ou uma bronquite bacteriana ou mesmo a pneumonia aí sim é possível que a pessoa tenha que tomar antibiótico.

Vírus não se trata com antibiótico, só se tratada com antibiótico quem estiver com bactéria e para saber se tem bactéria ou vírus normalmente começa por um vírus e conforme for complica por uma bactéria.

Aí sim precisa ir ao médico pra ver se é necessário ou não tomar antibiótico. Então essa época do ano é a época dessas “ites” todas da árvore respiratória, certo! Eu queria até que vocês mandassem uma mensagem, me encaminhassem alguma coisa para saber, alguém que esteja com dor de garganta, ou voz fanhosa ou tossindo, há mais de uma semana, querendo saber o que está acontecendo para ver se a gente pode dar alguma dica, apesar que a dica principal é vá ao seu médico, mas quem quiser manter algum contato para dizer experiência que está passando ou que passou a respeito dessas inflamações todas eu estou exposição.

As doenças respiratórias estão diretamente ligadas ao ambiente em que a pessoa vive, confira no link dessa matéria.

Até a próxima, um abraço!

 

Veja também outra doença do sistema respiratório muito grave, clique aqui.

2 Comentários
  1. Responder
    Thelma

    Geralmente no inverso inicio com resfriado que demora muito tempo para sarar. Edte ano foi parecido. Muita secreção nasal e tosse devido a isdo. Inflamação devido a tosse. Agora após um mês praticamente curada. Ano padsado precisei de antibiótico duas vezes . Tive recaída.

  2. Responder
    Helena

    Bom dia Dr…
    Eu tenho uma doença crônica, (Enfisema )
    Qual a possibilidade dessa época eu vir a ter uma pneumonia? Estou sentindo muita dor nas costas no lado esquerdo, cansaço, dor nas pernas e tbm fazem dois dias que estou transpirando muito a noite, tipo, quando vc tem febre por dentro, não sei se isso existe, mas é oque posso te explicar.
    Agradeço dês de já.
    Obrigada.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *