Afogamento, cuidado em rios, lagos, lagoas e mar!

O ator Domingos Montagner, protagonista na novela “Velho Chico” da TV Globo, morreu afogado no rio São Francisco, na última quinta-feira. Ele nadava junto com a atriz Camila Pitanga, que tentou resgatá-lo, mas não conseguiu. Foi uma perda precoce e súbita, de uma maneira bastante chocante. Uma família perde um chefe, a comunidade perde um grande ator, enfim, um ser humano faleceu diante de uma fatalidade.Mas, é importante aproveitar isso para falar sobre afogamento, que é uma das grandes causas de morte por trauma – mortes que ocorrem por fatores externos. Esse ator, com teoricamente uma saúde perfeita, era um homem forte, com boa condição física, e foi vítima de um fator da natureza. No lugar em que as autoridades afirmaram que não tinha de condição para nadar normalmente e nem serviço de salva-vidas, para caso ocorresse algum problema. “As pessoas imaginam que, dentro de rios, e do próprio mar, ou lagoas e lagos, a água é parada e que embaixo tem azulejo, como se fosse uma piscina. Não é assim, a natureza é linda, deve ser preservada, curtida, mas não deve ser enfrentada” alerta Dr. Salim Médico de Família.Em épocas de caAfogamento - Por Dr. Salim Médico de famíliarnaval, Réveillon, verão ou inverno, é muito grande o número de pessoas que morrem por afogamento, por quedas. “A parte interna de um rio, lago, lagoa ou mar é irregular, tem pedras, enroscos, correnteza que muda de uma hora para outra, às vezes aquela água está tranquila e de repente começa a formar corrente forte. Então, as pessoas precisam aprender que isso não foi um acidente. Foi, infelizmente, uma fatalidade provocada pela negligência de quem tentou nadar naquela região sem menor conhecimento, infraestrutura e serviço de salvamento” destaca Dr. Salim.Segundo Salim, não é possível criticá-lo, porque todos nós fazemos. Por isso, precisamos transmitir para nossos filhos, família e amigos esse perigo. “É muito comum afogamento, traumatismo craniano ou traumas em locais como rios, lagos, lagoas e mar. Tem que se tomar muito cuidado para entrar na água nessa região. Você não sabe que tipo de peixe, animal tem lá dentro; qual é a profundidade; se tem pedras; o tipo de correnteza. Então, infelizmente, não pode tentar nadar ou mergulhar em regiões dessa natureza”, completa.É uma pena! Domingos Montagner foi vítima de uma fatalidade e, infelizmente, da negligência dele próprio. Lamentamos muito pelo ator, pela figura pública, por seus familiares. Mas, que isso traga informações para outras pessoas antes de entrarem no rio, lago, lagoa e mar, sem conhecimento e nem serviço de salva-vidas por perto.

dr salim assinaturafaixa assinatura Dr SalimDr. Salim

CRM-SP 43163

É conhecido também como médico da família. Formado em 1981, na Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo, concluindo residência dois anos depois, em 1983. Desde então, atua como clínico geral no Hospital Sírio Libanês, além de atender também em sua clínica privada.

faixa assinatura Dr Salim

1 Comentário

  1. Avatar

    Concordo plenamente Os médicos e pediatras tem de alertar para este perigo Saber nadar não é suficiente para enfrentar estas situações Mas achei um absurdo l
    O local sem sinaluzacao é apresentado como um ponto turístico

    Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

MANDE UMA MENSAGEM