Bicho geográfico – não cutuque ou rasgue a pele. Há remédio para combater o parasita

Primeiramente, a Larva Migrans é um germe que ocupa o aparelho digestivo de gatos e cães.

 

Como adquirir o bicho geográfico?

Temos vários tipos de Larva, a cutânea que é a de pele, isto é, você descalço, uma criança pisando no local que tenha contaminação na urina ou nas fezes do gato e do cachorro ou de outros mamíferos. Aí aquele bichinho penetra na sua pele, começa a se desenvolver e a migrar.

O bicho geográfico pode ter contato com o olho por algum motivo, a larva migrans ocular. Às vezes, a criança pega na região que está contaminada pelo bichinho e ingere alguma coisa, põe na boca e ela pode proliferar nas vísceras, pulmão, estômago e outros locais.

Uma vez, o prefeito de uma cidade resolveu tratar uma enorme quantidade de ratos nas praias do local. Então, ele resolveu soltar uma centena de gatos na orla. Os ratos sumiram …  em compensação, houve uma epidemia de Larva Migrans, de bicho geográfico, por conta da urina e das fezes dos gatos e a criançada e os adultos mexendo para lá e para cá.  Todos andam descalços na praia e pela fricção da pele, o bicho geográfico começa a fazer os seus trajetos, os seus mapas dentro do pé, como você já viu aí nas fotos.

Então, Larva Migrans, o ciclo dela vem da contaminação pelas fezes e urina de animais como gatos, e ela penetra na pele, ou é ingerida por boca, ou contamina os olhos, ela prolifera em algum lugar onde houve a contaminação através das mãos ou dos pés e tem tratamento sim.

Tem medicação. Se for na pele, tem creme. Se for sistêmica, tem remédio por via oral para tratar e resolver.

 

Se não tratado, pode causar complicações?

Pode causar complicações nos pés, na pele, começar a ter infecções, começar a penetrar mais profundamente nos vasos linfáticos, pode espalhar para outros lugares do corpo, pode acometer vísceras como estômago, fígado, olhos e pulmão.

Tem que se tratar sim, porque se não haverá complicações. Você imagina o diabético que tem que tomar um cuidado incrível com seus pés tendo Larva Migrans, o bicho geográfico, e por ali começar a penetrar bactérias e é uma grande chance desse pé evoluir para um pé diabético, poderia ir até para amputação. Fora, o comprometimento e as complicações orgânicas em geral.

 

As pessoas tentam rasgar a pele para tirar o bicho geográfico?

As pessoas podem tentar rasgar a pele, mas não vai adiantar nada, tem que ser através de medicamento que acabe com o germe, acabe com a larva. Não adianta fazer nada mecânico porque não vai resolver. Porque é uma coisa microscópica que vai andando pela pele, não tem como lavar, espremer, rasgar, pelo contrário, você vai trazer problemas e a Larva Migrans, o bicho geográfico vai continuar lá.

dr salim assinaturafaixa assinatura Dr SalimDr. Salim

CRM-SP 43163

É conhecido também como médico da família. Formado em 1981, na Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo, concluindo residência dois anos depois, em 1983. Desde então, atua como clínico geral no Hospital Sírio Libanês, além de atender também em sua clínica privada.

faixa assinatura Dr Salim

4 Comentários

  1. Avatar

    Estou em Dublin na Irlanda aqui existe alguma pomada ??? Não achei ainda

    Responder
    • Avatar

      Tiabendazol (em pomada)
      Albendazol
      Ivermectina.

      Responder
  2. Avatar

    Minha Mãe espremeu o bicho geográfico!
    Quais os problemas que isso pode trazer?

    Responder
    • Avatar

      Olá, Letícia. As complicações são de acordo com cada pessoa. Infelizmente, não conseguirei dar uma resposta mais precisa pois precisaria de exames e acompanhamento médico. Mas de qualquer forma, o correto é procurar um médico para que essa questão possa ser avaliada! Espero ajudar e se possível me siga no Facebook para receber minhas postagens em primeira mão: https://www.facebook.com/doutorsalim/ Obrigado!

      Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

MANDE UMA MENSAGEM