Carneiro,

Depressão é uma doença real, orgânica. Existe alguma coisa dentro do cérebro de quem verdadeiramente tem um quadro depressivo,diagnosticado pelo psiquiatra, por nós clínicos, pelo neurologista com sintomas bem definidos e o tratamento de uma depressão verdadeira é com medicamento.

Quem não quer, “tem muita gente que não quer tomar medicamento”, quer superar a depressão de um jeito e diz “não vou cair nessa de tomar remédio”. Sabe-se que está errado porque a depressão é um fenômeno orgânico, inclusive com tendência genética e muitas outras coisas que caracterizam a depressão. (Leia também Depressão e ansiedade, pesquisa da USP associa dor crônica a esses casos).

De fato, temos vários antidepressivos que tem como efeito colateral o efeito adverso de aumentar o apetite e ganhar peso.  Existem alguns antidepressivos que têm menor potencial de ganho de peso, inclusive nessas fórmulas picaretas que se faz por aí. O que se usa na fórmula é a fluoxetina porque é um antidepressivo que até diminui um pouco o apetite, mas têm outros medicamentos, uma série de medicamentos que maltrata muito as pessoas que ganham muito peso. Mas se a depressão é real e verdadeira e merece tratamento, não acho que seja adequado a pessoa não se tratar porque a vida dela fica uma porcaria, sem contar em outros problemas que aparecem.

Há casos de depressão com tendência suicida, que se você não tratar de maneira adequada vai ter um grande problema para essa pessoa. Não vai conseguir viver bem com a família, no trabalho, na sociedade. São pessoas extremamente infelizes por uma coisa orgânica, certo. Então, o médico psiquiatra que for prescrever o antidepressivo tem que analisar muito bem o caso, muito bem o paciente, inclusive no sentido desse paciente ter uma síndrome metabólica, tendência a ganho de peso, ou então. é uma mulher que é jovem e vaidosa e não quer ganhar peso. Ele tem que manipular nas medicações, no tipo de antidepressivo a ser utilizado e também, mais uma vez, o mais importante é tentar fazer com que essa pessoa faça uma dieta adequada, hipocalórica. Não ingira muita coisa calórica, tirar hidrato de carbono, açúcar, gordura, frituras, enfim, fazer uma dieta adequada que mesmo tomando um remédio que pode tender a aumentar o peso, o ganho de peso acontece pela ingestão de alimentos.

Então, tratar a depressão é adequado, usar o antidepressivo adequado é o mais correto e também a pessoa que está se tratando deverá fazer a dieta sim e o principal, exercício físico.

É muito difícil você segurar sua boca, seu peso, só com a boca sendo sedentário. Inclusive, não é salutar. Então, exercício físico, dieta adequada e tratar de maneira adequada sua depressão, sim.

Existem algumas associações específicas que podem ajudar as pessoas com depressão, acesse o site da Abrata.

É um imenso prazer responder para você. Eu meu sinto honrado em receber perguntas do professor Carneiro.

Um abraço.

WhatsApp Agende sua consulta