BLOG

Depressão é doença e precisa de remédio

Prof. Dr. Carneiro pergunta: Uma queixa que nós temos frequente aqui no consultório é que existem alguns doentes deprimidos que não querem tomar remédios porque abre o apetite ou engordam, algo que vemos normalmente na esteatose hepática, nós dizemos que é necessário emagrecer e eles não querem tomar remédio anti-depressivo porque dizem que aumenta o apetite e engorda, o que o sr tem a nos dizer sobre isso

 

O que é a Depressão?

A depressão é uma doença real e orgânica. Existe alguma coisa dentro do cérebro de quem verdadeiramente tem um quadro depressivo, diagnosticado pelo psiquiatra, por nós clínicos e pelo neurologista com sintomas bem definidos, e o tratamento de uma depressão verdadeira é com medicamento.

Quem não quer tomar medicamento, espera superar a depressão de um jeito e diz que não vai cair nessa de tomar remédio, deve saber que está errado porque a depressão é um fenômeno orgânico, inclusive com tendência genética e muitas outras coisas que caracterizam a depressão. (Leia também Depressão e ansiedade, pesquisa da USP associa dor crônica a esses casos).

 

Efeito adverso

De fato, temos vários antidepressivos que tem como efeito colateral o efeito adverso de aumentar o apetite e ganhar peso. Existem alguns antidepressivos que têm menor potencial de ganho de peso, inclusive nessas fórmulas picaretas que se faz por aí. O que se usa na fórmula é a fluoxetina porque é um antidepressivo que até diminui um pouco o apetite, mas têm outros medicamentos que maltratam muito as pessoas que ganham muito peso.  Se a depressão é real e verdadeira merece tratamento, não acho que seja adequado a pessoa não se tratar porque a vida dela fica uma porcaria, sem contar em outros problemas que aparecem.

Há casos de depressão com tendência suicida, caso o paciente não se trate de maneira adequada, terá um grande problema futuro. Não vai conseguir viver bem com a família, no trabalho, na sociedade. São pessoas extremamente infelizes por uma coisa orgânica.

O médico psiquiatra que for prescrever o antidepressivo tem que analisar muito bem o caso, inclusive no sentido desse paciente ter uma síndrome metabólica, tendência a ganho de peso, ou então, é uma mulher jovem e vaidosa e não quer ganhar peso. Ele tem que manipular nas medicações, no tipo de antidepressivo a ser utilizado.

 

Dieta adequada

O mais importante é tentar fazer com que essa pessoa faça uma dieta adequada, hipocalórica. Não ingira muita coisa calórica, tirar hidrato de carbono, açúcar, gordura, frituras, enfim, fazer uma dieta adequada que mesmo tomando um remédio que pode tender a aumentar o peso, o ganho de peso acontece pela ingestão de alimentos.

Então, tratar a depressão é adequado, usar o antidepressivo adequado é o mais correto e também a pessoa que está se tratando deverá fazer a dieta sim e o principal, exercício físico.

Existem algumas associações específicas que podem ajudar as pessoas com depressão, acesse o site da Abrata.

dr salim assinaturafaixa assinatura Dr SalimDr. Salim

É conhecido também como médico da família. Formado em 1981, na Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo, concluindo residência dois anos depois, em 1983. Desde então, atua como clínico geral no Hospital Sírio Libanês, além de atender também em sua clínica privada.

faixa assinatura Dr Salim

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

OU MANDE UMA MENSAGEM

WhatsApp Agende sua consulta