Hérnia inguinal: como é a cirurgia?

Houve uma mudança muito boa no tratamento cirúrgico das hérnias. Antigamente, o que mais se fazia eram técnicas cirúrgicas para juntar os tecidos e costurar para evitar o fechamento do pertuito da hérnia por onde passavam os tecidos podendo levar a encarceramento, estrangulamento e necrose intestinal.

De uns anos para cá, o tratamento cirúrgico melhorou. Não se faz mais força para juntar os tecidos e evitar a hérnia, pois esses tecidos se rompiam e a hérnia ressurgia.

O que está se fazendo é um material específico bem elaborado para botar uma tela sobre essa hérnia e costurar a tela sem causar tensão nos tecidos.

Como é feito esse tratamento cirúrgico?

O tratamento cirúrgico da hérnia inguinal, umbilical ou de parede abdominal, é feito através de uma tela costurada ao redor do pertuito sem fazer nenhuma força e nem causar grandes tensões nesses tecidos, e assim, evitando o ressurgimento da hérnia.

É um procedimento simples e bem feito. Além de evitar e corrigir a hérnia, evita que ela ressurgia, tendo um pós-operatório mais tranquilo.

Antigamente, ao corrigir uma hérnia por outros métodos, o paciente chegava a ficar quase um mês de repouso para tentar cicatrizar as suturas.

dr salim assinaturafaixa assinatura Dr SalimDr. Salim

CRM-SP 43163

É conhecido também como médico da família. Formado em 1981, na Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo, concluindo residência dois anos depois, em 1983. Desde então, atua como clínico geral no Hospital Sírio Libanês, além de atender também em sua clínica privada.

faixa assinatura Dr Salim

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

OU MANDE UMA MENSAGEM

× Como posso te ajudar?