Cursar uma faculdade de medicina é o sonho de muitos jovens, mas por questões econômicas e até mesmo sociais muitos abandonam este ideal – mesmo certos de sua vocação e talento. Com o objetivo de ajudar as pessoas a realizar o sonho da graduação em medicina e também de atrair talentos para a carreira, nasceu o Fundo Areguá – um fundo patrimonial que vai dar bolsas de estudos para alunos da Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa (FCMSC) de São Paulo. O projeto é idealizado pelo dr. José Luiz Setúbal, ex-aluno da FCMSC e atual provedor da Santa Casa de Misericórdia de São Paulo, e foi estruturado com o apoio do IDIS.

O lançamento deste programa reuniu professores e ex-alunos em três encontros de apresentação realizados em agosto no Salão Nobre da Santa Casa. O intuito é iniciar o quanto antes a captação dos recursos necessários. O nome do Fundo – Areguá – é referência à saudação e grito de guerra que une alunos e ex-alunos. Além das bolsas de estudo, os recursos captados serão destinados para apoiar pesquisas e promover melhorias na infraestrutura da faculdade. Há três formas possíveis de participação: doação pontual, doação recorrente e ainda é possível optar em fazer parte da Associação Fundo Areguá, que é uma entidade independente da estrutura da faculdade.

É importante destacar que Fundos Patrimoniais são estruturas criadas para dar sustentabilidade financeira a causas e organizações sem fins lucrativos. Para isso, a administração de seus recursos, que são provenientes de doações, tem por princípio a conservação no longo prazo do valor doado. O trabalho desenvolvido pelo IDIS teve o objetivo de estruturar o Fundo Areguá, definindo especificamente seu veículo, missão, composição, governança e spending rate (regra de resgate). O IDIS é referência na criação desses fundos e faz um trabalho de advocacy trabalhando em rede para promover o desenvolvimento dos fundos patrimoniais em todo o País.

WhatsApp Agende sua consulta