Lei que libera remédio para emagrecer coloca a saúde da população em risco

Remédio para emagrecer causa dependência e provoca efeito rebote 

Meus amigos internautas, vou falar mais uma vez sobre um tema que eu sempre me debati, o remédio para emagrecer. Se vocês assistirem tudo que eu tenho gravado, filmado, falado na mídia que e dando conselhos às pessoas, sempre me debato sobre a utilização das anfetaminas, sibutramina, fenproporex, anfepramona, mazindol e outras. 

A composição dos remédios para emagrecer

Anfetaminas são parecidas com a cocaína, isto é, são um grupo de drogas que ocupam o sistema nervoso central causando uma série de sintomas e sensações, sendo que uma delas é a inapetência. O remédio para emagrecer à base de anfetamina, tira o apetite das pessoas. Mas as pessoas pensam que vão tomar anfetamina, vão perder o apetite, vão emagrecer e ficarão felizes para sempre.

Não é verdade, são drogas que causam dependência química, dependência física, lesão cerebral, problemas graves de saúde, alterações cardiológicas, respiratórias, renais, hepáticas e assim por diante. 

E quando a pessoa para de usar o remédio para emagrecer à base de anfetamina, ela recupera tudo o que perdeu e adquire muito mais, engorda mais.  Esse é o mecanismo de ação dessas drogas que foram proibidas no Brasil e agora, graças aos políticos, foram liberadas novamente. Então, voltaram a aprovar a utilização de anfetaminas aqui no Brasil.

É uma pena, as pessoas ficarão felizes, porque irão emagrecer de novo. Vão tomar remédio para emagrecer à base de anfetamina. Na verdade, as pessoas usarão anfetamina para perder peso e vão criar uma grave dependência química a essa droga. E nunca terão uma dieta adequada, nunca farão exercício de maneira correta e nunca terão estabilidade de peso. E sim, perder peso com efeito colateral de uma droga nociva. 

Veja também: Medicamento manipulado tem garantia

Então, essas fórmulas desses remédios para emagrecer, para regime que os endócrinos soltam por aí são fórmulas criminosas. Pelo jeito, os políticos querem emagrecer desse jeito, fazendo mais uma falcatrua. Eu sou totalmente contra a comercialização de anfetamina e similares, de remédio para emagrecer. Essa droga é muito prejudicial à saúde de qualquer ser humano. 

dr salim assinaturafaixa assinatura Dr SalimDr. Salim

CRM-SP 43163

É conhecido também como médico da família. Formado em 1981, na Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo, concluindo residência dois anos depois, em 1983. Desde então, atua como clínico geral no Hospital Sírio Libanês, além de atender também em sua clínica privada.

faixa assinatura Dr Salim

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

MANDE UMA MENSAGEM