Tratar a obesidade requer esforço, dedicação e paciência

Meus amigos, falei muito sobre obesidade. Classifiquei, falei de IMC, classifiquei os tipos de obesidade, as complicações.

Agora vamos falar do tratamento da obesidade; ai começam os problemas se criam situações absolutamente malucas, se imaginando que vai se tratar a obesidade e a pressão da sociedade. A força de tudo isso é grande assim como das Sociedades de Endocrinologia, Sociedade de Cirurgia Bariátrica, de Nutróloga, Nutricionistas, todos tentando trazer uma solução.

Eu sou médico, sou clínico geral, sou obeso, tento toda hora segurar o meu peso, até que não é nenhuma “Brastemp”.

Faço isso de que maneira? Não tomo fórmula de jeito nenhum para regime, não tomo nenhum remédio ou injeção para tentar emagrecer.

Esta briga de voltar a permitir o uso de anfetaminas em fórmulas para regime, eu acho um absurdo, a anfetamina é igualzinha à cocaína, é uma droga e que tem como efeito colateral tirar o apetite, mas causa a dependência. Tem o rebote, a pessoa que perde peso desse jeito não vai para frente.

Tratar a obesidade

O jeito certo de reduzir o peso, tratar a obesidade e controlar o sobrepeso é dieta, além de sair do sedentarismo. Não existe nenhum outro milagre, toda hora sai um novo remédio, uma novidade.

Desculpa, eu sei que as pessoas me criticam, até mesmo meus colegas. Tudo bobagem. Tratar a obesidade e sobrepeso começa com o fim do sedentarismo. Por exemplo, tem um número mágico de 10 mil passos por dia. As pessoas não podem dar menos de dez mil passos por dia.

É fundamental a prática de exercícios, prática de esportes de maneira coordenada, de maneira suave. Isso porque tem muito obeso por ai que resolve virar atleta e arruma uma encrenca no coração, se não fizer uma avaliação cardiológica. Além disso, pode ter um problema ortopédico, no joelho; arrebenta quadril, arrebenta tornozelo, lesa coluna porque resolveu ser atleta do dia para a noite.

Mas não ser sedentário e ter como alimento básico, alimentos que a natureza te fornece, como verduras, legumes, frutas, carnes magras e produtos diet, configura-se como ideal. Se você liberar hidrato de carbono, chocolate, gorduras adoidado, não tem como emagrecer.

Dieta balanceada

Bebida alcoólica, pão, farinha comum, macarrão, pão, bolacha, biscoito e frituras engordam. Dou um exemplo básico: uma banana nanica tem 120 calorias. Se for frita, 400 e poucas calorias. Se virar milanesa, 600 calorias. Então, uma banana nanica milanesa representa quase que uma refeição inteira em termos de teor calórico, da necessidade energética para um dia.

Não existe milagre. Não existe droga. Não existe remédio. Não existe cirurgia que vai salvar o obeso. Nós vamos falar um pouquinho sobre remédios em outros boletins.

A dieta adequada, se possível, desde criança, é o melhor para os pequenos pegarem o hábito desde que seguido por seus pais. É imprescindível alimentar-se de verduras, crus e cozidos, legumes, carnes magras, frutas. Evite fast food, junk food, frituras, sanduiches, Com certeza, a criança tem o grande potencial para não ser obesa e ter o hábito desde criança de movimentar-se.

A associação de uma dieta adequada com exercício físico é infalível e a única maneira de salvar alguém do sobrepeso, da obesidade mórbida, de tratar a obesidade.

Esse é o grande segredo, a grande luta de uma família que tem um sobrepeso, um obeso deve fazer para salvar seu ente de doença grave que pode levá-lo a morte e principalmente sobreviver com sequelas.

Veja também: Obesidade: o sedentarismo agrava muito o excesso de peso

Não adiante qualquer outra coisa, que possa trazer problemas graves. O melhor de tudo é caprichar na dieta, nos hábitos saudáveis e nos exercícios contínuos, constantes.

Até mais!

dr salim assinaturafaixa assinatura Dr SalimDr. Salim

CRM-SP 43163

É conhecido também como médico da família. Formado em 1981, na Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo, concluindo residência dois anos depois, em 1983. Desde então, atua como clínico geral no Hospital Sírio Libanês, além de atender também em sua clínica privada.

faixa assinatura Dr Salim

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

MANDE UMA MENSAGEM