Anemia atinge mais mulheres e crianças menores de 2 anos

Conheça mais sobre as causas e sintomas da doença, que afeta 20% das crianças e 29% das mulheres no Brasil.

O termo anemia se refere à redução da concentração de hemoglobina ou do número de hemácias no sangue. É fundamental se ter em mente que a anemia por si só não é um diagnóstico, e sim um sinal objetivo de uma doença de base, a qual deve sempre ser investigada.A diminuição no número de eritrócitos, hemoglobina ou hematócrito poderá indicar a presença de anemia em indivíduos adultos.Diante de um paciente com valores de hemoglobina abaixo da média usada como referência laboratorial, é importante identificar essa condição como fisiológica (normal) ou patológica (doente). Um exemplo de condição fisiológica que cursa com diminuição dos valores de hemoglobina é o período gestacional. Neste caso, o aumento do volume plasmático resulta em hemodiluição (diluição do sangue). O mesmo ocorre em pacientes com insuficiência cardíaca congestiva, apesar de não considerarmos esta situação como “fisiológica”. É importante ressaltar que os valores de referência na infância também são mais baixos que os usados na idade adulta.As principais manifestações clínicas das anemias variam com a idade e com o tempo de instalação. As anemias agudas, que ocorrem rapidamente, determinam mais sintomas que as de instalação progressiva, como, por exemplo, nos acidentes com ferimentos que provocam hemorragias, ou perdas de sangue por cirurgias.Nas anemias que se instalam lentamente, chamadas de crônicas, os sintomas são progressivos devido a uma adaptação do organismo às condições de baixa de hemoglobina.Os principais sinais das anemias são: palidez de pele e de mucosas, cansaço, unhas fracas de quebradiças, quebra de cabelo, diminuição das papilas da língua, olhos amarelados, palpitações, sonolência, irritabilidade, dor de cabeça e falta de ar após subir escadas, ladeiras ou praticar esportes. As pessoas idosas podem apresentar dores no peito.As anemias têm diversas causas e formas de apresentação. Somente após a realização de exames especializados, o médico poderá dar o diagnóstico de anemia e iniciar o tratamento.Os principais tipos de anemia são:- Anemia por falta de produção dos eritrócitos (também chamados glóbulos vermelhos ou hemácias):Anemias carenciais: deficiência de ferro e deficiência de vitamina B12 e ácido fólico;Falta de elementos celulares na medula óssea;Produção defeituosa;Substituição ou infiltração medular por células neoplásicas, como leucemias, linfomas, tumores de mama, próstata, e fibrose.- Anemias por excesso de destruição de hemácias:Anemias hemolíticas adquiridas;Anemias hemolíticas hereditárias.No próximo post sobre o assunto, a anemia por deficiência de ferro será abordada.

dr salim assinaturafaixa assinatura Dr SalimDr. Salim

CRM-SP 43163

É conhecido também como médico da família. Formado em 1981, na Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo, concluindo residência dois anos depois, em 1983. Desde então, atua como clínico geral no Hospital Sírio Libanês, além de atender também em sua clínica privada.

faixa assinatura Dr Salim

2 Comentários

  1. Maria cristina fernandes dos santos

    Crianças que nao comem legumes nenhum pode ter anemia

    Responder
    • Dr Salim

      Olá, Maria. Cada caso é específico. O mais ideal é recorrer a um especialista que analise o caso do paciente e esclareça todas as dúvidas. Espero que ajude e obrigado por me acompanhar!

      Responder

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

OU MANDE UMA MENSAGEM

× Como posso te ajudar?