Hoje é o Dia Nacional de Controle do Colesterol!

O dia 8 de agosto é o Dia Nacional de Controle do Colesterol, um composto parecido com a cera, que pertence a uma categoria de substâncias chamada esteroides. É encontrado em muitos alimentos, na nossa circulação sanguínea e dentro das nossas células.

Ele é essencial para uma série de funções, como:

– Formação e manutenção das membranas das nossas células (por exemplo, ajuda a proteger contra variações de temperatura);

– Formação de hormônios sexuais (por exemplo: os estrógenos e a testosterona);

– Produção dos sais biliares que têm função importante na digestão dos alimentos;

– Formação da vitamina D na nossa pele, quando nos expomos à luz solar.

Cerca de 85% do colesterol circulante é produzido pelo nosso próprio corpo e é chamado endógeno; os 15% restantes vêm da nossa dieta, sendo as principais fontes os alimentos de origem animal. Para fabricá-lo, precisamos de uma matéria-prima chamada gordura saturada, que se deve ser ingerida pela alimentação. Assim, quando se faz uma dieta para reduzir o colesterol, busca-se não apenas reduzir o quanto se ingere de colesterol, porém, mais importante ainda, diminuir a matéria-prima para a produção dele.

O colesterol não anda solto na circulação, mas sim é transportado por proteínas especializadas chamadas apoproteínas, as quais, quando se juntam ao colesterol, passam a ser chamadas de lipoproteínas. A densidade delas é determinada pela quantidade de proteína na molécula. Assim, colesterol “ruim” é lipoproteína de baixa densidade ou LDL, que é a maior transportadora do colesterol no sangue. Os aumentos dos seus níveis são relacionados com o desenvolvimento de aterosclerose. A lipoproteína de alta densidade ou HDL tem um efeito protetor, removendo o colesterol que é depositado.

Os níveis das chamadas frações do colesterol têm grande importância; assim, um indivíduo com bons níveis de LDL colesterol, mas com níveis baixos de HDL tem risco aumentado de vir a apresentar problemas. Em excesso, o colesterol LDL é prejudicial por aumentar o risco de desenvolver doenças cardiovasculares. Segundo a Sociedade Brasileira de Cardiologia, os níveis ideais de colesterol no sangue são de 70mg/dL, não ultrapassando 100mg/dL. De 160 a 189 já é considerado alto e acima de 190 muito alto.

No próximo capítulo da série especial, vamos falar sobre os fatores de risco para se desenvolver o colesterol alto.

Sociedade Brasileira de Cardiologia (http://www.cardiol.br/)

dr salim assinaturafaixa assinatura Dr SalimDr. Salim

CRM-SP 43163

É conhecido também como médico da família. Formado em 1981, na Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo, concluindo residência dois anos depois, em 1983. Desde então, atua como clínico geral no Hospital Sírio Libanês, além de atender também em sua clínica privada.

faixa assinatura Dr Salim

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

MANDE UMA MENSAGEM