Triglicerides alto em criança pode ser um problema genético

Como o triglicérides alto é diagnosticado em crianças?

Respondendo à dúvida da sra Daniela Santos, o que fazer quando a criança apresenta precocemente triglicérides elevado?

O Triglicérides alto em criança precisa ser investigado. É necessário fazer um histórico familiar. Pode ser uma dislipidemia hereditária, isso significa que a criança já nasce com tendência genética de ter os triglicérides ou colesterol elevado.

São crianças que precisam ser constantemente monitoradas pelo pediatra, clínico e endocrinologista.

Dependendo dos níveis de alteração dos triglicérides alto em criança de 700, 800 e até mesmo do colesterol em torno de 300, deve haver marcação continua dos pais e médicos. A criança deve ser medicada e acompanhada.

Como evitar?

É preciso rever a dieta, combater o sedentarismo para não ter fenômenos cardiovasculares. Aprender a se alimentar e fazer exercícios, é fundamental.

Veja também: Obesidade infantil: a criança é a fotografia da família

Esse tipo de patologia, as dislipidemias de origem familiar, são realmente preocupantes porque o principal é dar um bom esclarecimento aos pais da criança e com o decorrer do tempo para a própria criança.

Se ela souber o que tem e precisa fazer, fará com o tempo. Criança não é boba não. Dou o exemplo de garotos e garotas com diabetes tipo 1 que se cuidam muito bem.

Criança de 5,6 anos cujos níveis sanguíneos de triglicérides e colesterol bem elevados, têm problema genético que precisa ser controlado com muita sabedoria e rigor.

Digo sempre: tragam alegria para seus filhos e não, terrorismo. Que as crianças aprendam a se cuidar espontaneamente e individualmente. Não faça terrorismo o tempo todo, do tipo não pode comer isso, não pode comer aquilo.

Até a próxima.

dr salim assinaturafaixa assinatura Dr SalimDr. Salim

CRM-SP 43163

É conhecido também como médico da família. Formado em 1981, na Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo, concluindo residência dois anos depois, em 1983. Desde então, atua como clínico geral no Hospital Sírio Libanês, além de atender também em sua clínica privada.

faixa assinatura Dr Salim

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

MANDE UMA MENSAGEM