BLOG

Você sabe o que é embolia pulmonar?

Câncer, obesidade e viagem longa aumentam os riscos da embolia pulmonar.

A embolia pulmonar, ou tromboembolismo pulmonar (TEP), é uma obstrução aguda da artéria pulmonar à passagem do sangue, causada por coágulos (trombos) que se formaram nas veias periféricas, principalmente nos membros inferiores.O trombo se desprende do local onde se formou e é levado pelo sangue até o lado direito do coração. Em seguida, ele passa pelo átrio e ventrículos direitos, e atinge a artéria pulmonar e seus ramos, onde irá impactar-se, já que seu tamanho (maior que o da circulação pulmonar) o impedirá de seguir em frente.A obstrução da artéria pulmonar, que leva todo o sangue venoso para o pulmão, para que lá ocorram as trocas gasosas (entrada de oxigênio e saída de gás carbônico), ao fluxo sanguíneo, gera dois graves problemas:- Aumenta da pressão na artéria pulmonar, sobrecarregando muito o lado direito do coração, o que poderá causar dificuldades para manter uma pressão arterial adequada.- Impossibilidade de troca gasosa, pois o sangue não chegará até as áreas de troca, porque foi “barrado” antes.Portanto, a gravidade da embolia pulmonar dependerá do tamanho do trombo e da quantidade de vasos acometidos, variando desde sintomas leves até um grave e profundo colapso do fluxo sanguíneo e da oxigenação, levando à morte.Os fatores de risco da embolia pulmonar são aqueles que proporcionam a formação de coágulos: diminuição ou parada do fluxo sanguíneo num determinado local, presença de alterações genéticas que favoreçam a trombose, e doenças que gerem reações inflamatórias intensas.Dentre as condições médicas em questão, destacam-se: obesidade, idade superior a 40 anos, acidentes, infarto agudo do miocárdio, acidente vascular cerebral (derrame), insuficiência cardíaca, câncer, cirurgias recentes (as mais perigosas são cirurgia abdominal ou pélvica de grande porte, cirurgias ortopédicas e neurocirurgias), anestesia geral por mais de 30 minutos, imobilizações por mais de quatro dias, episódio prévio de trombose, história familiar de trombose, gestação e puerpério, anticoncepcional oral associado a tabagismo, fraturas de ossos longos e pelve, viagem longa de avião ou automóvel e doenças congênitas ou adquiridas, que aumentam a coagulabilidade do sangue.Os sintomas da embolia pulmonar dependerão do tamanho do trombo e do vaso acometido. As queixas mais comuns são: falta de ar repentina, dor torácica, dor intensa ao respirar fundo, tosse e febre. Outros sintomas menos frequentes são: escarro com sangue, fraqueza devido à queda da pressão.O tratamento da embolia pulmonar consiste em tentar dissolver o coágulo e impedir que novos episódios aconteçam. Para desfazer o trombo é necessária uma medicação chamada trombolítico, que só tem benefícios em casos graves, pois em situações mais leves ela pode gerar mais efeitos colaterais do que melhorias. No entanto, nos casos mais graves, devemos agilizar este processo para evitar risco de morte.Na maioria dos casos, que são leves ou moderados, a medicação utilizada consta de anticoagulantes, que impedirão que o sangue coagule com facilidade, evitando a formação de novos trombos. Os anticoagulantes podem ser usados por via endovenosa, subcutânea e oral.Para evitar a trombose é necessário:- Não permanecer muito tempo na mesma posição sem movimentar-se;- Impedir a associação de fumo e anticoncepcional oral; mulheres que assim agem têm risco muito elevado de trombose;- Quem já teve trombose, deve manter acompanhamento médico;- Durante situações de risco aumentado como cirurgias, imobilizações e acidentes, o médico poderá receitar medicação preventiva para trombose: anticoagulantes, meias elásticas e compressão pneumática dos membros inferiores.

dr salim assinaturafaixa assinatura Dr SalimDr. Salim

É conhecido também como médico da família. Formado em 1981, na Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo, concluindo residência dois anos depois, em 1983. Desde então, atua como clínico geral no Hospital Sírio Libanês, além de atender também em sua clínica privada.

faixa assinatura Dr Salim

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

OU MANDE UMA MENSAGEM

WhatsApp Agende sua consulta