BLOG

Outubro: mês de combate à dor

Meus amigos internautas, aqui no Brasil, no dia 17 de outubro, se comemora o dia de combate à dor. E no mundo inteiro, o mês de outubro é o mês em que fala sobre a dor.

Todo mundo sabe o que é dor, mas temos que diferenciar. Continue nos acompanhando!

Dor aguda

No caso da dor aguda, você pode cair, machucar ou quebrar o braço, ter uma cólica renal ou uma dor lancinante aguda, etc. Logo após, você recorre ao pronto socorro ou ao ortopedista, o quadro clínico será analisado, você receberá agudamente um analgésico injetável e a dor diminuirá até corrigir o problema.

Esse é um caso muito comum, é uma coisa que acontece e também se trata de uma dor muito forte, mas tem começo, meio e fim.

Dor crônica

A porcentagem de pessoas que possuem algum tipo de dor que ultrapassa seis meses, um ano ou até mais, não é pequena.

Mas, o que significa dor crônica? Saiba que quando uma pessoa está sempre sentindo uma dor, não é algo normal, não podemos encarar como uma coisa normal e aceitável.

É necessário procurar um médico de confiança ou um especialista para esclarecer o porquê dessa dor e além de esclarecer, que nem sempre é fácil, deve realizar um tratamento.

Hoje existem muitos esquemas medicamentosos para tratamento de dor crônica e grupos que lidam com a dor. Por exemplo, no Hospital Sírio-Libanês existe o ‘grupo de dor’, que é um grupo de médicos, anestesistas e enfermeiros que, através de análise do motivo da dor, fazem uma medicação, uso de aparelhagem para tratamento de dor, fisioterapia, acupuntura, ondas de choque, enfim, procedimentos para amenizar a dor.

O que fazer diante de uma dor crônica?

Toda pessoa que tem muita dor é uma pessoa sofrida, uma pessoa que não está bem e merece uma atenção especial. Às vezes, são dores que nunca vão passar, mas a pessoa terá condições de tolerar essa dor de maneira mais adequada podendo levar uma vida normal.

Mesmo tendo essa dor e não querendo se preocupar, devemos buscar ajuda médica, sim! Procure um grupo de médicos, neurologistas, anestesistas, pessoas que lidam com dor para um tratamento adequado e dê chance para que esses profissionais evoluam na terapêutica para tentar bloquear o que está causando essa dor.

dr salim assinaturafaixa assinatura Dr SalimDr. Salim

CRM-SP 43163

É conhecido também como médico da família. Formado em 1981, na Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo, concluindo residência dois anos depois, em 1983. Desde então, atua como clínico geral no Hospital Sírio Libanês, além de atender também em sua clínica privada.

faixa assinatura Dr Salim

0 comentários

Enviar um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

OU MANDE UMA MENSAGEM